II Evento ‘Mamão é do Brasil’ reúne 600 pessoas, ao som de Sérgio Reis

A noite da última quinta-feira (27) ficou marcada para o setor do mamão brasileiro. O II Evento ‘Mamão é do Brasil’, realizado pela Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Papaya (Brapex), no município de Teixeira de Freitas (BA), reuniu 100 produtores de mamão no norte capixaba e sul baiano, e mais de 500 pessoas ligadas ao setor, para discutir ações de fortalecimento da cadeia produtiva.

O cantor Sérgio Reis deu um brilho especial no II Evento ‘Mamão é do Brasil’. Ao lado de seus dois filhos, Sérgio Reis cantou clássicos da música sertaneja, como Menino da Porteira, Chalana, Filho Adotivo, entre outros sucessos.

O público não perdeu um momento do show, interagindo com o cantor. Identificado com o mundo rural, Sérgio Reis destacou a importância de trabalhar em conjunto. “O agricultor tem que estar unido. Esse movimento dos mamoeiros do Brasil é muito importante”, enfatizou.

O produtor de mamão, Ulisses Brambini, iniciou o encontro mostrando o cenário atual da cultura do mamão, com preços baixos e frutas sem destino no mercado. “Vamos continuar assim?”, questionou aos produtores presentes. “Precisamos agir e mudar essa situação”, acrescentou, conclamando a união do grupo.

Francisco Faleiro, presidente da Brapex, apresentou as estratégias da associação para reverter o quadro atual, através da organização do setor e o planejamento de ações de incentivo de consumo do mamão no mercado interno. “É hora de unir forças. Temos uma representatividade muito grande e precisamos usá-la em beneficio do setor”, afirmou.

Atento as propostas da Brapex, os produtores de mamão conheceram as ações que podem resultar em melhoria de renda no campo. O engenheiro agrônomo, Iuri Andrade, representante da empresa Syngenta, parceira do movimento, explicou como a campanha de marketing, para aumento do consumo da fruta, pode melhorar a atual situação. “O quilo do mamão na roça vale o mesmo que uma bala. Vamos continuar assim? A iniciativa está aqui. Agora, precisamos de todos”, destacou.

Os produtores de mamão presentes deram as mãos e formaram uma grande círculo no local do evento demonstrando o sinal de união e adesão ao movimento. Durante o encontro, 68 produtores se associaram a Brapex. “Estamos unidos”, disse o produtor Jean Bobbio, de Sooretama (ES). “A organização é muito importante para nós. Vamos conseguir melhorar o mercado e evitar momentos de crise de preço”, destacou Isaac Covre, de Pinheiros (ES).